ORGANIZAÇÃO

Roupas em cima da cadeira, pilhas e pilhas de papéis na cômoda, armário desorganizado… minha vida sempre foi assim. Por mais que a minha mãe falasse quando eu era pequena, a única arrumação que eu fazia, era juntar toda a bagunça em um mesmo lugar, para parecer “melhor”. Só uma vez por ano, eu realmente organizava tudo, porque tinha que eliminar tudo que eu tinha acumulado nesse tempo.

Só que, curiosamente, no trabalho eu era super sistemática com o que eu fazia. Amava planilhas, organizava processos de trabalho e gostava de fazer tudo ser mais simples através da organização. Então, eu sabia dentro de mim que a organização facilitava tudo, mas não colocava em prática nas outras áreas da minha vida.

A vida me levou a morar com uma pessoa extremamente organizada e esse foi um dos conflitos logo no começo da relação. Só que eu já andava um pouco incomodada com a minha bagunça e comecei a tentar mudar meus hábitos e vou contar um pouco o porquê.

Eu morei na Austrália por um ano e na última casa que eu morei, eu tinha apenas uma porta de um armário. Fui obrigada a me organizar, colocando metade das minhas roupas na mala e metade no armário, revezando de acordo com o clima. Também tínhamos uma geladeira que era compartilhada por 4 e às vezes com 6(!) pessoas. Não era uma geladeira grande. Eu tinha direito à uma prateleira. Então, só me restava organizar as compras e cozinhar uma vez por semana, deixando todas as refeições montadas em potinhos.

O que poderia ser uma experiência ruim, na verdade foi muito boa e me ensinou muita coisa. Ainda mais, quando eu voltei para o Brasil e vi a quantidade de coisas que eu tinha deixado lá desorganizadas.

Uma das coisas que me ajudou também, foi a motorhome que a gente comprou. Por ter que viajar em um espaço tão pequeno, eu vi a importância que a organização tinha nesse momento. Se você não guarda o que usou na hora e no lugar certo, tudo ficava mais difícil e perdemos muito tempo. Além de praticamente não existir a possibilidade de deixar tudo espalhado, já que estamos sempre em movimento.

Conto a minha história como exemplo, porque eu vi a diferença de ser mais organizada na minha rotina. Ainda tenho que me policiar muitas vezes, de vez em quando acumulam algumas roupas espalhadas por dois dias… mas hoje eu sinto um alívio enorme quando vejo tudo arrumadinho.

Uma coisa que me ajudou muito foi adotar uma vida mais minimalista. Ter menos, torna a vida muito mais prática e fácil de organizar. Passei a viver com mais leveza e paz. Percebi que a bagunça de alguma forma me fazia sentir presa e sempre com a sensação que estava atrasada com tudo. Eu me sentia aflita com tanta coisa e frustrada comigo mesma. Estava procrastinando o tempo todo e isso faz a gente se sentir uma fraude.

Além de organizar as coisas físicas, hoje em dia, eu também estou melhorando a organização de outros setores da minha vida. Principalmente, no gerenciamento de tarefas e organização de arquivos eletrônicos. Acho que, hoje em dia, a gente já tem esse problema de ter uma quantidade exagerada de arquivos eletrônicos, lixos parados no computador, excesso de e-mails e não é fácil gerenciar tudo isso.

Se quiser conversar comigo, sem nenhum compromisso, manda uma mensagem que a gente marca a melhor hora. Pode mandar uma mensagem para oi@juliaqueiroz.com ou por aqui!

Beijos

Julia

 

 

 

 

 

 

 

 

Imagem: https://unsplash.com/search/organization?photo=-3wygakaeQc

Julia Queiroz

Coach, multipotencial, designer, curiosa, ama viajar...

Para conhecer mais: Sobre Facebook Instagram
Instragram
  • Receitas veganas no so s para veganos Foi com ashellip
  • Pur de maaveiauva passacanelacookie Mais fcil impossvelrs   hellip
  • Detalhesmscara africana
  • Detalhes
  • Caos de Meca
Facebook