REVER HÁBITOS

“Os hábitos vão determinar quem você será.”

Nós somos seres de hábitos. Desde que acordamos, fazemos uma sequência de hábitos até a hora que vamos dormir.

Você costuma acordar da mesma maneira, tomar o café da manhã na mesma hora e comendo mais ou menos as mesmas coisas, escova os dentes do mesmo jeito, toma banho com o mesmo tempo, arruma suas roupas com as mesmas dobras e cozinha com os mesmos ingredientes. Estamos constantemente repetindo ações.

A nossa mente, adora essas ações repetidas. Já que para ela, é uma ótima oportunidade de criar padrões (e como já falamos aqui nas crenças e condicionamentos, ela adooora um padrão..rs). Para a mente, o padrão, é uma ótima forma de economia de energia, o que sempre significou para todas as espécies a “sobreviência”.

Ao repetir muito qualquer ação, sua mente vê a possibilidade de criar uma programação onde aquela ação está registrada na sua mente. Então, ela passa a funcionar quase que automaticamente, passando todos os comandos para o seu corpo sem você precisar se esforçar.

É só dar o primeiro comando, que praticamente todas as ações já registradas no seu cérebro vão funcionar quase que “mágicamente”. Eu acredito, que já deve ter acontecido com você algo parecido, como ir no banheiro ao final do dia antes de dormir e seguir com o seu “ritual”, só que no final de tudo não ter certeza se você escovou os dentes, por exemplo. Já que só de entrar no banho, tudo funcionou de forma tão automática, que você nem ao menos estava prestando atenção no que estava fazendo.

Ou algum dia que você estava buscando alguma coisa que usa no dia a dia, que você nem se lembra de ter guardado, mas quando vai ver estava na mesma gaveta de sempre. Você guardou aquilo, sem nem mesmo ter percebido.

Até aqui, parece que os hábitos são uma coisa boa para nós, já que fazem a gente economizar energia e além de tudo, funciona de forma automática e acabamos também economizando tempo em algo do nosso cotidiano.

Esses pontos, realmente poderiam ser considerados como o bom dos hábitos, mas como já comentei em outros textos, o principal problema dos padrões é que criam limites! Nada que cria um limite é bom!

Existem pessoas que dizem: Somos os nossos hábitos! E eu concordo bastante com essa afirmação. Já que o nosso dia e a nossa vida, vão ser determinados de acordo com os nossos hábitos.

Se você tem o hábito de nunca se exercitar, pode ser que chegue a sua velhice com menos disposição. Caso você acorde todo dia meia hora antes para tomar café da manhã com calma, isso pode influenciar no seu dia a dia, ajudando para que você seja mais produtivo(a) e alcance os objetivos profissionais que você quer. E poderia citar aqui outros muitos exemplos que podem ter consequências a curto e longo prazo na sua vida.

Então, a pergunta chave aqui é: Os seus hábitos estão te levando para onde você quer? Eles estão alinhados com os seus objetivos? (Se você nem sabe quais são seus objetivos, talvez o texto sobre clareza te possa ajudar)

Se não estão, você pode estar sonhando em chegar em algum lugar, mas está caminhando na direção contrária. O que seria um absurdo, né?

Por isso, é tão importante avaliar nossos hábitos, saber quais deles a gente pode manter e quais precisam ser mudados. A única dificuldade nessa última opção, é que a nossa mente não é tão fácil de ser “reprogramada”, isso vai exigir tempo e paciência. Só que eu disse difícil, não impossível, tá? Você é capaz de mudar qualquer hábito que queira!

Se quiser conversar comigo, sem nenhum compromisso, manda uma mensagem que a gente marca a melhor hora. Pode mandar uma mensagem para oi@juliaqueiroz.com ou por aqui!

Beijos

Julia

 

 

 

 

 

 

 

 

Imagem: https://unsplash.com/photos/gxD8hCmi0IQ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Julia Queiroz

Coach, multipotencial, designer, curiosa, ama viajar...

Para conhecer mais: Sobre Facebook Instagram
Instragram
  • Pur de maaveiauva passacanelacookie Mais fcil impossvelrs   hellip
  • Detalhesmscara africana
  • Detalhes
  • Caos de Meca
  • Conil de la Frontera
Facebook